Parece ser fácil esquecer a história por trás da energia solar fotovoltaica principalmente quando tentamos reiterar para um público hesitante que a adoção e o investimento em energia solar é algo seguro e necessário não só para quem está investindo mas para a sociedade como um todo.

Para muitos a geração de energia através de módulos solares fotovoltaicos é considerada como algo novo, mas na verdade este conceito vem sendo desenvolvido há muitas décadas e o rápido progresso das tecnologias ligados a esse campo garantem que a produção de energia através do sol continue se disseminando cada vez mais.

Por mais que a energia solar esteja trazendo benefícios e mudanças positivas nos padrões de consumo de energia de vários continentes há mais de 40 anos, algumas descobertas apontam que essa história começou há mais de 200 anos com pesquisas científicas relativas a luz e condutividade e que contribuíram para a energia solar como conhecemos hoje.

Visando esclarecer e ajudar os nossos leitores a entender essa história, criamos uma timeline de descobertas e invenções:

1839: O efeito fotovoltaico é descoberto.

O cientista Frances Edmond Becquerel descobriu o efeito fotovoltaico em 1839. Suas experiências demonstraram que quando a luz era absorvida por esse material resultava em voltagem elétrica.

Willoughby Smith (1828-1891).

1873–1876: Fotocondutividade do selênio é descoberta.

O engenheiro elétrico Willoughby Smith descobriu que o selênio pode se transformar em um condutor elétrico no momento em que absorve luz.

1883: A primeira célula solar é criada.

O inventor americano Charles Fritts criou a primeira célula solar revestindo o selênio com uma fina camada de ouro.

1953–1956: Células solares de silício são produzidas comercialmente.

Físicos do Bell Laboratories descobriram que o silício era mais eficiente do que o selênio. Essa descoberta fez com que as células solares fossem capazes de alimentar equipamentos elétricos.

1982: O primeiro parque solar é construído.

A Arco Solar construiu o primeiro parque solar em Hesperia, California. Esse parque passou a gerar 1 megawatt por hora quando operado em sua capacidade máxima. Em 1983 foi construído o segundo parque solar em Carrizo Plains, Califórnia gerando 5.2 megawatts/hora, demonstrando o potencial comercial da produção de energia solar.

1994­: O prédio com maiores índices em eficiência energética é criado.

O Laboratório Nacional de Energias Renováveis finalizou a construção do tão esperado “Solar Energy Research Facility, que foi reconhecido como o prédio governamental norte americano com maiores índices em eficiência energética. Este projeto contou não apenas com módulos solares mas como também com design passivo para a captura da luz do sol.

Energia Solar Fotovoltaica nos dias de hoje:

Países como Estados Unidos, Alemanha e Dinamarca aproveitam a radiação solar para produzir sua própria energia há mais de 40 anos. No cenário nacional, o ano de 2012 é significativo para a regulamentação da produção independente de energia solar, foi quando entrou em vigor a Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, que em 2015 foi atualizada com a Resolução Normativa ANEEL nº 687/2015, permitindo o consumidor brasileiro gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade.

Ilustração de como funciona a energia solar em sua residência ou empresa.

Trata-se da micro e da minigeração distribuídas de energia elétrica, inovações que podem aliar economia financeira, consciência socioambiental e autossustentabilidade. Os estímulos à geração distribuída se justificam pelos potenciais benefícios que tal modalidade pode proporcionar ao sistema elétrico. Entre eles, estão o adiamento de investimentos em expansão dos sistemas de transmissão e distribuição, o baixo impacto ambiental, a redução no carregamento das redes, a minimização das perdas e a diversificação da matriz energética.