Devido ao alto custo da energia elétrica tradicional, cada vez mais pessoas consideram a utilização de energias renováveis em seus lares. Com a queda nos preços das placas solares e incentivos do governo, como o apoio do BNDS, a popularidade da energia solar vem crescendo cada vez mais, sendo ela eficiente em qualquer lugar do mundo.

Graças ao aumento de pedidos, às melhorias nos métodos de fabricação das placas e aos acordos com as companhias de energia convencionais, a energia solar deixou de ser inacessível. O preço dos painéis solares caiu muito, sendo que hoje a placa é até 100 vezes mais barata do que nos anos de seu surgimento, possibilitando a aquisição de sistemas solares para imóveis residenciais. 

Existem muitos pontos positivos ao se instalar as placas solares e gerar sua própria energia limpa, sustentável e de baixo custo. Preparamos uma lista com os principais  benefícios:

Benefícios

Existem três razões principais para se considerar um sistema de geração de energia solar em um ambiente doméstico. São eles:

Reduzir custos com energia

Com certeza a principal razão, pois dependendo de onde a casa se situa e do tamanho dela, a economia com os gastos de energia elétrica pode ser considerável.

O que você deve manter em mente é que os sistemas solares são modulares e feitos sob demanda, sendo que você pode ter quantas placas achar necessário de acordo com o clima da sua região. Regiões com maiores taxas de irradiação solar exigirão menos placas do que as outras. Mesmo investindo um pouco mais na quantidade de placas, você sempre vai ter retorno do investimento. A energia solar gerada é repassada para o sistema elétrico da concessionária, que irá abater o valor da energia elétrica convencional quando for necessária sua utilização.

Ajudar o meio ambiente

Quanto mais utilizamos fontes de produção de energias não renováveis mais impactos negativos são gerados para o meio ambiente. Ao produzir energia através de uma fonte limpa e renovável como o sol, passamos a contribuir com o meio ambiente, minimizando danos ambientais.

Aumentar o valor do imóvel

A energia solar valoriza o imóvel por ter baixo custo de manutenção (apenas a limpeza periódica das placas), longa durabilidade e por trazer redução em até 90% do gasto mensal com eletricidade, trazendo retorno do investimento a curto prazo e sendo um forte atrativo para os interessados em adquirir o imóvel.

O que considerar antes de aderir à Energia Solar

Existem muitas boas razões para se adotar um sistema de energia solar residencial, sendo ele ideal para residências em qualquer lugar do mundo.

Para tirar ainda mais proveito, existem algumas considerações importantes a serem feitas na instalação de um sistema de energia solar residencial.

Irradiação Solar

É importante verificar qual é a irradiação solar do local de instalação das placas. Os sistemas modernos são bastante efetivos, sendo que não é necessário um sol escaldante para a geração de energia. Basta apenas que exista uma boa irradiação solar no local onde as placas solares serão instaladas, sem áreas de sombra causadas por árvores ou outros prédios ao redor da construção.

Orientação do telhado

A melhor orientação de telhado, no Brasil, é aquela voltada para Norte/Nordeste, onde o sol é mais potente. Para melhor aproveitamento, é interessante também observar que a instalação seja feita num ângulo de inclinação igual ao da Latitude do local.

Você ainda pode instalar num telhado orientado para Leste/Oeste, onde as perdas são menores. Porém, na direção Sul as perdas são muito grandes, a não ser que a construção esteja localizada no extremo norte do país.

Tipo de telhado

Os sistemas solares apresentam sistema de fixação adaptado para cada tipo de telhado. Então, é importante verificar o tipo de telhado da construção e avaliar quais serão os custos para fixação. Existem coberturas planas, como lajes de concreto, e coberturas com telhas de diferentes formatos e diferentes materiais: de metal, barro, concreto, amianto, etc. 

Caso a construção esteja sendo realizada, é possível escolher o tipo de telha ou laje já tendo em mente os custos exigidos e a facilidade de fixação das placas solares.

Em alguns casos, a instalação pode exigir uma estrutura à parte do telhado para suportar as placas, como por exemplo nas lajes planas, onde não há inclinação e essa precisa ser garantida através de uma estrutura própria. No caso das telhas de amianto, elas não suportam o peso de placas solares, necessitando também de uma estrutura própria.

Também deve-se levar em consideração se o telhado está em bom estado, pois trocar o telhado depois de instalar as placas vai sair mais caro.

Retorno financeiro da energia solar

Também chamado de payback, o retorno financeiro, leva em média cerca de 5 a 6 anos. É bem curto, se considerar o preço médio das placas, da instalação, do valor da conta de energia tradicional e das taxas de aumento na conta aplicados pela concessionária. Este retorno a curto prazo também acontece devido à eficiência das placas atuais de converter irradiação solar em eletricidade. Caso haja mudança de imóvel, as placas podem ser deslocadas e adaptadas para a nova residência. E, sendo o proprietário, é um ótimo recurso para valorizar a casa para venda.